top of page

SEBRAE MINISTRA TREINAMENTO PARA EXPOSITORES DO FESTIVAL ITALIANO DE NOVA VENEZA, NESTA TERÇA


Moradores estão em contagem regressiva, dedicando-se aos preparativos da festa que, além de reafirmar a cultura dos fundadores da cidade, também movimenta a economia



Agendado para acontecer de 1 a 4 de junho, o 17º Festival Italiano de Nova Veneza está movimentando a rotina dos moradores, que se preparam para receber cerca de 120 mil visitantes. A quantidade representa mais de 10 vezes a população residente, e eles vêm à cidade ávidos para degustar dos pratos italianos e curtir as atrações culturais. Cerca de 30 estandes estarão expondo cardápios e artesanatos típicos italianos e, já em ritmo de contagem regressiva, eles receberão capacitações gratuitas do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para aprimorar a qualidade de seus produtos e serviços. É que, além de reafirmar a cultura italiana da cidade, que surgiu a partir de uma colonização italiana, o evento também movimenta a economia da cidade.


Segundo a Secretaria de Municipal de Finanças, só a arrecadação municipal cresce aproximadamente 30% durante o evento, e a entrada de recursos reverbera nos demais meses. “A gente percebe uma movimentação intensa antes do evento, com a compra de insumos. Após o evento, o comércio também fica aquecido, devido ao ganho da renda extra. Por isso, digo sempre que o Festival Italiano é o 14º salário da população”, comenta o prefeito da cidade, Valdemar Costa, a economia local começa sua movimentação meses antes do festival.


Os treinamentos do Sebrae-GO, parceiro do Festival, devem contribuir para o aumento de renda dos moradores. “Os cursos de capacitação são uma ação muito positiva para ajudar os comerciantes”, diz a coordenadora do evento, Maria do Carmo Basílio. Serão oferecidas três oficinas, sendo que a primeira acontecerá na terça, 9 de maio, sobre formação de preço de venda voltada para os artesãos. A segunda está agendada para 16 de maio, na qual os expositores irão aprender técnicas para aumentar as vendas. A última será dia 23 de maio, com foco no atendimento dos clientes. Com inscrição gratuita, as oficinas acontecerão sempre das 18 às 22h e podem ter até 30 participantes. As inscrições devem ser feitas com a coordenação do evento, na sede da Cozinha da Nonna.


Quem estará hoje no treinamento será a aposentada Carmem Melhorim, de 69 anos, que, junto com a irmã, faz peças artesanais e sustentáveis, a partir de objetos usados, e participa desde a primeira edição do Festival Italiano de Nova Veneza. “Iniciamos nossa produção com baús, caixinhas, espelhos e, desde então, estamos em todas as edições ganhando nosso dinheiro extra, e isso é muito bom, pois melhoramos nossa renda”, conta.


A funcionária pública Luciana Belgia, de 51 anos, já está com seu estoque preparado em patchwork, que consiste no aplique de retalhos de tecido em panos de prato, camisetas, toalhas de mesa, fraldas e muitas outras peças. “O meu trabalho me traz uma renda lucrativa de com duração de 2 meses no Festival”, diz. Com os treinamentos do Sebrae, espera aprimorar nesta jornada de artesã, iniciada em 2020. Ela começou a trabalhar com essa técnica durante a pandemia para driblar a ansiedade. “Peguei amor à técnica de usar botões, termocolante, linha de bordar a mão, agulha, tecido de sacaria para os panos, tecido colorido para as aplicações”, compartilha.


Já o artesão Igor Breno, de 27 anos, irá participar pela primeira vez do Festival Gastronômico de Nova Veneza e considera esta uma oportunidade única de apresentar suas criações em madeira a um público diverso. “O que mais desejo é que as pessoas conheçam o meu trabalho, e o apoio do Sebrae irá nos ajudar a aprender como oferecer os meus produtos”, diz ele, para quem o ganho será uma consequência.


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page